06 maio 2006

Aniversário de casamento


Hoje completamos 6 anos de casamento. Coincidentemente, há 6 anos atrás na sexta-feira tínhamos ido ao cartório com os familiares e alguns amigos para realizarmos o casamento civil, e no sábado à noite, precisamente às 19:00hs, a Vanessa estava linda à porta da Igreja Presbiteriana de Pimenta Bueno. A pequena igreja estava cheia de pessoas, de sorrisos, de expectativas, de amigos e amados.

O Rev. Leonço e o Rev. Aziel presentes para celebrar a nossa união, tendo por testemunha primeiramente o Deus da nossa aliança, e a sua igreja. Apesar da ansiedade do momento, ainda lembro do sermão, tenho vivo na memória cada pergunta e cada sim, tanto meu como da Vanessa, que respondemos aos votos terminando com "...até que a morte vos separe. Amém."

Nesta manhã, em nosso culto doméstico, um tanto que emocionado, orei ao Senhor, por todas as bençãos que Ele nos concedeu, pelas dificuldades, enfermidades, acidentes, desentendimentos, e decepções acompanhadas de sinceras lágrimas que nos ajudaram a amuderecer e a conhecer mais intensamente um ao outro. Também agradeci pela pessoa especial que ela é prá mim! Pelas suas virtudes, pela sua sabedoria, paciência, submissão, cuidado e zelo! Hoje amo a Vanessa com maior convicção e maturidade do que há 6 anos atrás. Casamento é a união de dois pecadores em processo de santificação, sendo transformados pela graça e para a glória de Deus.

Todo casamento é potencialmente estruturado por Deus para produzir um ambiente de felicidade. O problema é a "dureza do vosso coração" (Mt 19:8). Enquanto lutarmos uns contra os outros demoliremos o nosso lar, mas a partir do momento que entendermos que a nossa luta deve ser contra a nossa "dureza de coração", então não será difícil abrir mão de mágoas e do orgulho para favorecer o outro.

A imagem escolhida neste artigo são ninféias, flores aquáticas que crescem sem ter a firmeza e a estabilidade da terra. Se nutrem com resíduos que estão na água. Mesmo em dias chuvosos não afundam, nem são prejudicadas pela força do sol, a sua estrutura lhes permite crescer e desenvolver com beleza, segurança e equilíbrio sobre a água, sem muitos recursos. Elas ilustram como Deus pode criar e preservar algo para ser melhor do que o ambiente pode oferecer. Não são as circunstâncias que irão favorecer a qualidade do lar, mas a graça de Deus.

Um comentário:

Anônimo disse...

Olá Everton
Nossa fiquei emocionada com sua mensagem, como é bom, ver uma pessoa dizer coisas tao boas a respeito do casamento, numa época em esta instituição está tao desacreditada. Você devia colocar esta mensagem num lugar de maior acesso, pra servir de testemunha de que é sim possível um casamento feliz
. Louvo a Deus pelas suas vidas.
Parabéns pelo casamento e que Deus continue a abençoa-los ricamente
um grande abraço
Sirlei Mesquita (Cacoal)